O que mais comprei na livraria nesse período?

Olá, queridos! Depois de algum tempo, venho com a segunda postagem mostrando e comentando um pouco do que já comprei na Lireka, a livraria francesa que tem frete grátis para todo o mundo (a partir de um determinado valor dependendo de cada país). Fiz a primeira postagem no começo do ano e a ideia é repetir de tempos em tempos, a cada 6 meses.

Agora, para quem não conhece, a Lireka é uma livraria francesa que apareceu no final de 2021. Ela entrega para o Brasil gratuitamente, porém os pedidos precisam ter um valor mínimo. Esse valor mínimo varia de acordo com a cotação do euro, ficando entre 350 e 400 reais aproximadamente. É bem seguro, e a entrega para pedidos “grandes” (com mais de 3 volumes normalmente), são feitas por DHL, chegando entre 1 e 2 semanas. Para mais detalhes sobre como comprar, condições, pagamento, envio etc; vocês podem ler esse post aqui.

Vale dizer ainda que se for sua primeira compra, você pode usar o cupom PAR-9J7FQL3 e conseguir 10% de desconto! Agora, vamos a lista ^^.


Akata

Akata é a minha editora francesa favorita e nada mais justo que começar por ela, ainda mais que a grande maioria dos mangás em francês que comprei foram deles. O catálogo da Akata se destaca por ser voltado aos mangás Shoujo e Josei, além de trazerem obras que discutem sobre temas sociais atuais e importantes.

  • A sign of affection #5 – Continuando com a minha coleção de “Yubisaki“. Como eu disse, devo colecionar a obra inteiramente, dado que é meu mangá shoujo favorito do momento. Além disso, recentemente, consegui ler o 1º volume em francês (com certa facilidade) enquanto estava no ônibus no trajeto de ida e volta da Universidade. Além disso, comecei a ler o volume 2. Há não muito tempo atrás, escrevi uma resenha do volume 1 em francês. Enfim, conheçam Yubisaki to Renren! É um ótimo mangá e um dos shoujos de maior destaque atualmente ^^.
  • Boys of the Dead – Esse é um BL de horror/terror, ambientado em um apocalipse zumbi. Ainda não li (assim como quase todos da lista), mas é bem elogiado e deve ser comentado aqui no blog em algum momento. É um volume único.
  • Old Fashion Cupcake – Outro BL em volume único. A obra é um slice of life que dialoga com a monotonia e até uma melancolia de cair na rotina, até o momento que outra pessoa chega na sua vida e faz sua vida passar a mover. Eu comecei a ler ele, mas tive que parar, porque o texto dele é um pouco mais complicado (homens adultos em ambiente de trabalho) e meu francês não está nesse nível. Espero poder voltar a ler em breve.
  • L’arreche-chair – Esse é um mangá Shounen, em volume único, que aborda temas como transexualidade. A obra é uma coletânea que saiu na Shounen Jump + (Shueisha) e o autor é um homem trans. Achei a ideia interessante e a alusão com cortes de carne é intrigante. Espero poder lê-lo em breve.
  • Boys Run The Riot #1 – Outra obra que aborda transexualidade, porém este tem 4 volumes. Eu adquiri o volume 1 antes dele ser anunciado no Brasil (saiba mais aqui) e mesmo antes disso, não tinha a pretensão de adquirir a coleção francesa. Não sei exatamente se irei fazer post de apresentação para a obra, ou se espero a edição brasileira para comentar no blog mesmo.
  • Nomi & Shiba #1 – Obra da Tohru Tagura, mais conhecida pelo seu mangá “Koimonogatari“. É um BL bem fofo, leve e tranquilo. Recomendo a leitura. Sim, vai ter post algum dia… ^^
  • Sasaki et Miyano #1 à #4Sasaki to Miyano eu já fiz post de apresentação com base nos dois primeiros volumes. O mangá começa a ser lançado no Brasil em outubro pela Panini e bem, continuarei com a edição francesa. Eu achei o preço de R$ 33,90 um tanto ‘absurdo’ para um mangá de 130 páginas (lembrar que “Wotakoi” terminou neste ano com o preço de R$ 29,90, tendo a mesma faixa de páginas). Em todo caso, irei adquirir ao menos o volume 1 da edição brasileira para mostrar e comentar da edição no blog.
  • Love Mix-Up #1Kieta Hatsukoi é simplesmente um dos meus mangás shoujo queridinhos desde que foi lançada a adaptação em dorama (leia as primeiras impressões aqui). É uma graça de mangá e é outro que pretendo continuar a coleção da edição francesa. Se fosse para apontar um erro nessa edição, é a capa não ser fosca, o que é um pecado.
  • À tes côtés #1 (48H BD) à #3 – No primeiro post desta série, comentei que havia comprado o primeiro volume de “Hananoi-kun to Koi no Yamai“. Dessa vez, eu não só adquiri os volumes 2 e 3, como também comprei a versão do 48H BD que tem uma capa variante e inclui uma galeria de ilustrações (em preto e branco) exclusivas no final do volume. À tes côtés é outro que consegui ler o volume 1 em francês com certa facilidade, assim como é outro que estou tentando colecionar. Ele também tem post de apresentação no blog ^^.
  • Good Morning, Little Briar-Rose #1 – A primeira série da autora de “Hananoi-kun”. Comprei o volume 1. Já li ele e devo comentar no blog nos próximos meses. Embora a NewPOP o tenha anunciado no Brasil, decidi também comprar a edição francesa.
  • My Dear Neighbor – Volume único da Megumi Morino, mesma autora de “Ibarahime” (acima) e “Hananoi-kun”. Achei que ele iria cair em uma problemática (olhando a capa dá para imaginar), mas não, com o enredo bem-feito do começo ao fim. Esse foi um dos motivos para me apaixonar ainda mais pela autora. Espero que “Ibarahime” dê certo para a vinda das demais obras da mangaka <3.
  • Le petit Monde de Machida #1 – Por fim, finalizamos a parte da Akata com “Machida-kun no Sekai“, da Yuki Andou. Não é um mangá muito conhecido por aqui, mas a autora é bem premiada, tal qual Machida é. O mangá é um shoujo e slice of life com ar melancólico e tranquilo. Devo comentar no blog eventualmente também.

Noeve Grafx

Noeve Grafx é uma das editoras que maior entregam qualidade nas suas edições com um custo-benefício excelente. O único “problema” (isso é bem relativo, principalmente no meu caso) é a falta de periodicidade da editora, já que você nunca sabe quando algo será lançado por eles. Quase nunca as previsões deles se concretizam. Se por um lado é ruim para os franceses, acaba sendo bom para mim caso eu queira colecionar alguma série deles, embora tenha alguns volumes que eu gostaria que fossem lançados logo (Veil #4, você mesmo)…

  • Scum’s Wish #1 – Meu mangá favorito começou a ser publicado na França e finalmente poderei tê-lo completinho em mãos (algum dia)! Eu fiz uma resenha do volume 1 em francês e vale a pena ler. Um dia eu resenho em português também.
  • Hôzuki le Stoique #1 – “Hôzuki” eu não sabia nada da história, comprei porque ele deu início a um projeto muito legal da Noeve Grafx de lançar mangás a um preço mais baixo, mas mantendo a qualidade das obras. Os mangás na França tradicionalmente tem sobrecapa e o preço médio é de 7 ou 8 euros. A Noeve fez a Coleção XS com títulos à preço de 3,95 euros, porém sem sobrecapa, tendo orelhas e verniz nas capas. Com o preço mais baixo, você paga em média 30-33 reais, ou seja, mais barato que mangás do Brasil. Vale muito a pena! Qualidade excelente.
  • Welcome to the Ballroom #1 – “Ballroom & Youkoso” é um mangá que comprei quase que puramente pela edição ser linda e ter um efeito legal na capa.
  • Veil #1 e #2 – Depois de uma série de problemas com a alfândega, o que causou um atraso de quase 2 meses, finalmente recebi os dois primeiros volumes desse mangá absolutamente incrível! Veil é um josei, está em andamento no Japão com 4 volumes (indo para o 5º), e totalmente colorido. A autora, KOTTERI!, é uma artista de mão cheia. A história é super simples, acompanhando um casal vivendo sua vida cotidiana juntos. Ele deve um dos próximos que irei fazer post de apresentação.

Pika Éditions, Ki-oon e Nobi Nobi

Agora estamos chegando nas editoras que compro mais raramente, apenas quando algum título me interessa muito:

  • L’Atelier des Sorciers (collector) #9 – Esse não comprei, e sim ganhei de presente da Débora! A edição especial desse volume inclui uma sobrecapa variante, além de um lindo calendário do ano de 2022. É lindíssimo!! O mangá é lançado no Brasil pela Panini com o título “Atelier of Witch Hat“.
  • Heaven’s Design Team #1 – “Tenchi Souzou Design-bu” é simplesmente um dos meus animes favoritos de 2021! Ele é genial e conversa com a área que estou estudando para me formar, Biologia. Recomendo darem uma olhada no anime (primeiras impressões aqui) que está disponível na Crunchyroll.
  • Colocataires à leur manière #1 – “Doukyonin wa Hiza” teve adaptação em anime anos atrás e é um mangá dhoujo muito bom! É sobre um cara depressivo que adota uma gatinha. O mangá divide o ponto de vista dos dois, sendo metade do capítulo na visão dele e a outra metade na visão da Haru, a gata. É um amorzinho e a edição está muito linda. Pretendo fazer post, mas esse deve acabar demorando mais.
  • Le Requiem du Roi des Roses #3 e #4 – Dei um pouco de continuidade a minha coleção francesa de “Baraou no Souretsu”. Já comprei esses 2 volumes tem uns bons meses e preciso comprar mais. O problema é o dinheiro… O mangá encerra na França agora em outubro na França com o lançamento do volume #17. Ponto negativo dessa edição: tem um SEINEN estampado na capa, sendo que é um mangá SHOUJO -__-. No demais, tem post de apresentação no blog. E fiquem longe do anime (explico o porquê aqui).

Kurokawa e Glénat

Da Kurokawa e Glénat, eu comprei um mangá de cada:

  • SPY x FAMILY (collector) #8 – Esse eu adquiri quase que puramente pelo senso de consumista que tenho. Não sou TÃO fã assim de “SPY x FAMILY”, porém essa edição estava muito linda e não quis deixar passar. Esse volume vem dentro de uma caixa que emula uma maleta e dentro, além do volume 8, vem 16 postais. A grande maioria deles tem ilustrações lindíssimas e recomendo vocês assistirem o vídeo do blog mostrando essa edição no TikTok.

Michel Lafon e Komikku

A Michel Lafon começou a lançar mangás nesse ano e eu comprei o 1º deles. Da Komikku, comprei pensando em tentar ajudar a autora do mangá:

  • Nina du Royaume aux étoiles #1 – “Hoshi Furu Oukoku no Nina” é um josei e foi primeiro lançamento de mangá da Michel Lafon. A qualidade é ótima, com uma edição muito bonita. Nina é premiado, sendo elogiado, apresentando uma proposta mais de fantasia. É bom ficar de olho. Teremos post de apresentação futuramente também.
  • Somali et l’esprit de la forêt #1 – “Somali to Mori no Kami-sama” teve anime anos atrás (tem review no blog). A arte do mangá é belíssima e anos atrás, pouco depois da conclusão do anime, a autora havia informado o cancelamento do mangá por causa da sua saúde. Nesse ano, a autora voltou, e disse que estava se recuperando, querendo voltar com o mangá. Mas como ela estava há muito tempo sem desenhar, não conseguia contratar assistentes para ajudá-la. Nisso, ela pediu para que quem pudesse, comprasse os volumes do mangá para contribuir com seu retorno e dar continuidade a série. Aí resolvi comprar o volume 1 do mangá. Ainda não li, mas espero que ela consiga retornar com a obra, ainda mais que parece que já estava perto do fim.

LaNovel Édition

A LaNovel Édition é uma editora relativamente nova (fez 3 anos de idade), focada em light novels e eu adquiri o meu primeiro título deles:

  • I’m in Love with the Villainess (light novel) #1 – A obra é lançada no Brasil pela NewPOP com o título “Me Apaixonei Pela Vilã!” (review do volume 1 aqui). Estou tentando adquirir o volume 1 do máximo de edições possíveis. Tenho a brasileira (NewPOP), a espanhola (SEKAI), a japonesa (Ichijinsha) e agora a francesa. O que estou pensando para essa edição francesa é que como não li a versão em português ainda, tentar ler em francês para praticar, ou senão, ler em português e escrever uma resenha em francês, também como forma de treinar.

Como deu para ver, a grande maioria das obras são mesmo da Akata. Eu tenho comigo quase 30 volumes de obras deles, já fiz pré-venda de mais alguns títulos e outros estão para chegar agora em outubro. Alguns deles eu provavelmente vou fazer resenha (talvez seja em francês), outros vocês vão poder ver sendo comentados nos posts de apresentação que irei fazer eventualmente.

Não vou falar tudo que já fiz pré-venda, porque senão perde a graça, mas se for para dizer 3 lançamentos que estou MUITO ansioso, diria que são a versão de colecionador do volume #4 de “Veil” (que pelo jeito, vai acabar saindo só ano que vem), e o primeiro volume de “Le Clan des Poe”, que será lançado no final de novembro pela Akata.

Autor

Deixe um comentário